Grafite em SP pode ser o maior do mundo

Grafite em SP pode ser o maior do mundo

Não é nenhuma novidade que São Paulo, a cidade da garoa e do céu nublado, tem vários grafites espalhados por seu desenho urbano: em muros, em viadutos, em prédios, no metrô, em bairros nobres e na periferia. São tantos, que eu até já vi por aí que São Paulo é a capital do grafite no Brasil.

Ok, mas, por que estamos falando de grafite em um blog de Arquitetura? Não sei se é uma pergunta que passa pela sua cabeça, mas, caso seja, a resposta é simples, o grafite é uma forma de expressão do artista, é a forma como ele vê e pensa a cidade, é a apropriação de espaços vazios da cidade, e aqui entra um pouquinho de características ligadas ao Urbanismo. 

E, em uma cidade com uma paisagem urbana tão cheia de prédios, os corriqueiros grafites ajudam a dar um pouco de vida – vide grafites do Kobra, tão coloridos e com personagens icônicos, reconhecidos por muita gente que passa por ali, e, até já se tornaram pontos para se conhecer na capital paulista.

E essa forma de ocupação tem ganhado um ar maior ainda diante da realização do que pode ser considerado o maior grafite do mundo: o projeto Aquário Urbano.

Idealizada pelo artista plástico Felipe Yung, o Flip, e pelo produtor cultural Kléber Pagu, a intervenção ocupa 15 prédios na região central de São Paulo, que somam mais de 10 mil metros quadrados – uma pintura que forma um desenho de 360°, qualificando o projeto a estar no livro Guinnes dos recordes.

2053_49012769481_o.jpg.jpg

Imagem: Google

O grafite, que já está disponível entre as ruas Major Sertório e Bento Freitas, na República, reúne diversos animais das águas, como a raia, peixe baiacu, baleia jubarte e água-viva.

O projeto, que foi pensado por dois anos e meio antes de sair do papel em fevereiro do ano passado, possui autorização dos proprietários – embora tenham passado por um entrave judicial no fim do ano passado, com um prédio tombado.

aquario-grafite-01102019155920691.jpeg

Imagem: Google

Com a ideia também de revitalizar a região, promovendo uma maior integração social e acessibilidade gratuita a arte urbana, o Aquário Urbano também conta com um aplicativo para celular, com uma imersão por meio da realidade virtual.

img_2382.jpg

Imagem: Google